Viajar: conhecer gente nova, sítios novos, cheiros diferentes. Adoro!

A viagem mais recente foi, sem dúvida, a mais especial das viagens. E porquê? Porque foi a primeira da Victória, a minha filha.
Por: Paulo Fernandes

 

Viajar. É das poucas coisas em que gastamos dinheiro, mas ficamos mais ricos. Adoro. Conhecer gente nova, sítios novos, cheiros diferentes! Adoro!

Tento a sorte de poder dizer que já viajei muito, mas a mais recente foi, sem dúvida, a mais especial das viagens. E porquê? Porque foi a primeira da Victória, a minha filha. Ainda é pequenina por isso optei por uma “estreia” controlada. Um local perto, tempo bom mas não rigoroso, facilidade na língua, que eu conhecesse, comida parecida com a nossa e já agora boas praias e um bom hotel. Resumindo, voltei a Cabo Verde, mas optei pela ilha do Sal.

 

 

Escolhi um bom hotel, o Oásis Salina e por isso, tendo em conta a realidade cabo verdiana, não me faltou nada! Até vi em direto o meu Sporting a jogar para a Liga Europa! Boas praias de se perder a vista, água da piscina a uma temperatura simpática, pouco vento, artesanato local em quantidade suficiente para encher os meus amigos de ímans ou miniaturas do Sal esculpidas em madeira. Imperdível também, a ida ao pontão para ver os pescadores a tirarem peixe de uma água azul turquesa e levarem-no diretamente para a mesa! Maravilhoso!


Resumindo, a minha experiência com Cabo Verde mais uma vez foi ótima, e já percebi que para levar crianças pequenas, assim durante uma semaninha e fugir ao frio do inverno, é perfeito!

 

 

Recomendamos