Três livros para levar de férias

No meio da própria azáfama do Verão, há coisas que podemos fazer para viajar e descansar sem sair do sítio.
Por: Gonçalo Câmara

O Verão dá-nos tempo. É nele que sentimos a falta de compromisso profissional, é nele que gozamos tempo e espaço com amigos e família. Os dias são maiores, as tardes demoram e as noites são quentes. No meio da própria azáfama do Verão, há coisas que podemos fazer para viajar e descansar, sem sair do mesmo sítio. E é simples: ler. Ler transporta-nos para outra dimensão, para outras histórias, para outros mundos, com pessoas diferentes. Se não há nada como uma paixão de Verão, também não há nada como uma boa história para se ler no Verão. Deixo aqui 3 sugestões de livros para levar e ler nas suas férias: 


Marco Polo: Viagens: eis o livro que alargou as fronteiras do conhecimento humano e da imaginação. É o relato do primeiro viajante global, o relato de viagens mais célebre da História. O livro navega por geografias distantes a bom ritmo. Numa altura onde viajar era um desafio, Marco Polo conseguiu superar o mais alto dos obstáculos: os seus próprios medos em viagem. E neste livro, Marco conta-nos como o fez. 

Ed. Clube do Autor


O Velho Que Lia Romances de Amor, de Luís Sepúlveda: mais um excelente livro para se ler nas férias. Opte por comprar a versão livro de bolso, um livro mais pequeno e mais fácil de levar para qualquer lado. Narra a aventura de António José Bolívar Proaño, protagonista desta história e aficionado leitor de romances de amor, que tem como pano de fundo a América do Sul, mais concretamente um local chamado El Idílio. As aventuras e emoções do velho Bolívar Proaño há muito conquistaram o coração de milhões de leitores em todo o mundo, transformando o romance de Luis Sepúlveda num "clássico" da literatura latino-americana.

Ed. Livros do Brasil


Nómada: João Luís Barreto Guimarães: se é fã de poesia, este é um grande livro para as suas férias. Pequeno e puro. A obra de João Luís Barreto Guimarães, especialmente depois da publicação do seu volume Poesia Reunida, conquistou tanto os leitores como a crítica especializada, universitária ou não.? É uma verdadeira lufada de ar fresco no meio do calor de Julho e Agosto. 

Ed. Quetzal

Recomendamos