Kiss criticam Rock and Roll Hall of Fame

O líder dos Kiss critica a escolha de nomes pop e hip-hop para integrarem o Rock and Roll Hall of Fame.



O líder dos Kiss, Gene Simmons, acusou o Rock and Roll Hall of Fame de estar a desvirtuar a sua própria imagem ao permitir a integração de artistas hip-hop, pop e de música de dança. Com os Kiss a serem introduzidos no Rock and Roll Hall of Fame no mês que vem, Simmons criticou as escolhas de outros nomes no passado como Run-DMC e Donna Summer.

«Podem gerir a instituição como bem entenderem mas isto não é rock!», disse o músico numa entrevista à Radio.com. «Run-DMC e Donna Summer? Não estou a dizer que não são talentosos mas eles limitam-se a fazer samples e a falar por cima, nem sequer se pode dizer que cantam! Se não escreves nem tocas as tuas próprias canções então não pertences aqui», rematou Gene Simmons.

Criado no início da década de 80, o Rock and Roll Hall of Fame começou a introduzir nomes anualmente em 1986. Só em 2007 é que a organização decidiu homenagear o primeiro nome de hip-hop: Flash and the Furious Five. Os Run-DMC, Beastie Boys e Public Enemy foram os seguintes mas muitos outros não cumprem com os requisitos que o líder dos rockeiros Kiss considera serem factores de valorização. São exemplos disso Donna Summer, Madonna, Abba, Miles Davis e Ronettes. Na verdade, até mesmo o chamado rei do rock n roll, Elvis Presley, poucos temas seus compôs.

A 10 de Abril, além dos Kiss, também vão passar a integrar o Rock and Roll Hall of Fame os Nirvana, Peter Gabriel, Cat Stevens, Linda Ronstadt e Hall & Oates. Os rockeiros, conhecidos pelas suas exibições de cara pintada, já fizeram saber que não estarão presentes na cerimónia.

Recorde, mais abaixo, um dos seus grandes êxitos de sempre, 'I Was Made For Loving You'.

 

Mais Notícias