Recibos verdes até 630 euros não vão pagar IRS

Governo e partidos trabalham nas medidas do Orçamento do Estado para 2018. Trabalhadores independentes também vão beneficiar do alívio da carga fiscal no próximo ano.

Os trabalhadores independentes também vão beneficiar do alívio da carga fiscal em 2018. De acordo com o Observador, o Governo e os partidos estão a trabalhar numa medida que isenta de IRS os trabalhadores a recibos verdes que recebam até 630 euros por mês. 

No entanto, o Governo vai fasear, em dois anos, a redução da carga fiscal com a criação de um novo escalão. O objetivo de Mário Centeno é não ultrapassar os 200 milhões de euros em gastos. 

Uma das principais medidas no IRS do próximo ano é o aumento do valor mínimo de existência, que deixa de estar associado ao Salário Mínimo Nacional e passar a estar ao Indexante dos Apoios Sociais. 


O mínimo de existência, que é o valor mínimo do rendimento que os trabalhadores têm de ter depois de cobrados os impostos, passará a ser de 1,5 vezes o Indexante de Apoios Sociais, ou seja, 8 846 euros anuais. A intenção do Governo é estender esta medida também aos trabalhadores independentes. 

De acordo com o Observador, as mudanças não podem custar mais do que os 200 milhões de euros que o Ministério das Finanças definiu. Por isso está a ser pensado um plano de transição: um novo escalão de IRS que vai ocupar o lugar entre o primeiro e o segundo que já existem, aplicado em dois anos. 
 

Mais Notícias