E os melhores concelhos para viver são?

Lisboa volta a ocupar a primeira posição nas três categorias do estudo da consultora Bloom Consulting: "Negócios", "Visitar" e "Viver".
13 mar 2018
Redação / Agência Lusa
Atualidade

Lisboa, Porto e Cascais integram o “pódio” do ranking que analisa os negócios, o turismo e as condições de vida dos 308 municípios. 

O estudo, divulgado hoje pela consultora Bloom Consulting, revela que Lisboa volta a ocupar o primeiro lugar nas três categorias: “Negócios”, “Visitar” e “Viver”. 

No entanto, e segundo Filipe Roquette, diretor da Bloom Consulting, o estudo revela que o Porto se aproxima cada vez mais da capital, diminuindo o intervalo entre o primeiro e o segundo lugar.

 

 

Depois dos três primeiros, o Top 10 é composto por Braga, Coimbra, Sintra, Funchal, Faro, Vila Nova de Gaia e Setúbal.

A consultora aplaude o concelho de Vila Nova de Gaia, que se estreia na lista dos dez primeiros depois de ter subido três posições em relação ao ano passado.

Pelo contrário, Oeiras está pela primeira vez fora do top 10, ocupando o 15.º lugar de 2018. Em relação ao ano passado, Oeiras desceu 7 posições.

No top 25, destaca-se a ausência de Viana do Castelo, que desceu para a 26.ª posição, e listagem do município de Ponta Delgada, que, segundo a Bloom Consulting, “nas últimas quatro edições subiu 19 lugares”, e encontra-se agora na 24.ª posição.

A consultora sublinha ainda que “esta é a primeira vez que todas as regiões portuguesas estão representadas no top 25”. Filipe Roquette frisa também que os Açores foram a região que mais cresceu.

 

 

O diretor da Bloom Consulting destaca a região de Pedrógão Grande, um dos municípios desvastados pelos incêndios do verão de 2017, que registou uma subida de 300% de procura, devido a movimentos de voluntariado e donativos.

 

 

Na categoria “Negócios”, o “pódio” é ocupado por Lisboa, Porto e Braga, à semelhança do que aconteceu no ano passado. Vila Nova de Gaia obteve uma subida de 10 posições, conseguindo ocupar agora o sexto lugar desta rubrica.

Ainda no que diz respeito aos “Negócios”, Maia obteve uma descida algo significativa, recuando oito posições e passando para o 15.º lugar.

“Visitar” também manteve os três primeiros do ano passado: Lisboa, Porto e Funchal. A maior subida nesta categoria foi da Nazaré, que subiu seis posições e passou para sétimo lugar, enquanto a descida mais significativa foi a de Tavira.

Na rubrica “Viver”, Lisboa, Porto e Braga voltam a ocupar as três primeiras posições. Destaca-se nesta categoria o município de Braga que subiu para a quarta posição, e Guimarães, que desce cinco lugares até à 17.ª posição. 

O Portugal City Brand Ranking analisa o sucesso dos 308 municípios portugueses e o desempenho relativo entre eles na captação de novos investidores, turistas e novos residentes, segundo variáveis como dados estatísticos, procura, pesquisas ‘online’ que tiveram como objeto o município em causa e desempenho ‘online ‘através dos ‘sites’ e redes sociais de cada município.
 

Mais Notícias