M80 Roteiro de férias 2020: Glamping na Serra da Gardunha

Experimentei o famoso Glamping, neste caso na Serra da Gardunha, e gostei. Recomendo!
Por: Miguel Simões
partilhar

No que toca a ser um apaixonado, comigo é fácil. Neste caso falo da paixão que tenho por Portugal. Talvez também por durante algum tempo ter vivido noutro país,  mas de facto o nosso "cantinho" é único e em muitas coisas difícil de ter melhor.


Comida, bebida, recursos naturais, entre tantas outras ofertas, que quando penso num lugar que possa recomendar, fica um desafio mas que por outro lado e pela experiência que me proporcionou, só pode ser a primeira sugestão. Natura Glamping na Serra da Gardunha. Confesso que nunca fui grande apreciador de campismo, mas este conceito de Glamour com Camping ( daí o Glamping) me suscitou curiosidade e fui pesquisar.

Ora "Google para aqui ora Google para ali" e são algumas as respostas que o motor de busca dava. Em conversa com amigos que tinham postado umas fotos apelativas, lá fui. Saída de Lisboa, A1, depois A23 e algumas nacionais depois lá cheguei.

Este turismo de Natureza trazia até um friozinho na barriga pela descoberta de como seria pernoitar num dos imponentes Domos. Uma espécie de iglo em tamanho gigante, mas em plena Serra da Gardunha e a quase 1000m de altitude. Ah e com um jacuzzi na varanda privativa (este foi um opcional que recomendo).

Gente de conversa fácil, de sorriso no rosto, torna para mim tudo ainda mais fácil. Depois do check-in e do briefing de como o resort funcionava, lá entrei no Domo. Cada um com um nome diferente. O meu era o "Castanha". Noite estrelada que caiu entretanto, convidou a um serão diferente. Manta, cadeira na tal varanda, e olhos postos naquele céu. Como se fosse a primeira vez que via estrelas. Voltei a ser criança e a encantar-me pelos brilhos celestes.


Ali tudo está em harmonia com a natureza. Desde os produtos biológicos que servem para usar no banho, até à água da piscina que vem da montanha e é ionizada (ou seja, não tem tratamento químico). Horta bio, vinhos bio, tanta coisa boa!!!


Poderia dizer muito mais, mas deixo o gosto da descoberta para cada um que resolva ir pelo meu conselho. Vale a viagem, vale a ida, vale até o regresso a casa com um sorriso no rosto de baterias carregadas.

Vejas as imagens para ter uma ideia do que falo.

Recomendamos