M80 Roteiro de férias 2020: Santa Cruz

Um pequeno paraíso a menos de uma hora de Lisboa. Ideal para uma escapadela de fim-de-semana.
Por: Paula Fialho
partilhar

Esta é uma memória boa de infância reavivada ano após ano, Verão após Verão... Sem dúvida um dos meus destinos de férias de eleição!


Santa Cruz é uma localidade piscatória situada nas freguesias da Silveira e A-Dos-Cunhados, concelho de Torres Vedras, na belíssa costa da região Oeste. A beleza e qualidade das suas praias, conjugada com uma boa oferta de serviços de restauração, bares, lojas, atividades e acessos fazem de Santa Cruz uma das mais paragens mais apelativas da  zona Oeste. É especialmente conhecida pelas suas praias, mas também pelo Carnaval de Verão, o mais antigo Carnaval fora de época realizado em Portugal (este ano cancelado devido à pandemia).


Um local propício à prática de grande parte dos desportos de ondas. É ali que acontece anualmente o Festival Ocean Spirit, palco de provas oficiais dos circuitos internacionais de diversas modalidades.


Além da Praia de Santa Cruz propriamente dita, destacam-se as da Amoreira, Formosa, do Guincho, da Azenha, de Santa Helena, do Centro, do Norte, da Física, do Pisão, do Mirante e ainda a famosa Praia do Navio.


Na Praia de Santa Cruz faz-se surf o ano inteiro! No Verão com ondas mais pequenas para surfistas menos experientes e nos meses mais frios atrai sobretudo os mais experientes na arte de surfar. Trata-se de um dos melhores spots para surfar na região de Lisboa. Pelas ruas do centro de Santa Cruz acontece  também o Festival de estátuas vivas. Estava agendado para os dias de 19 a 24 de agosto, mas continua sujeito a adiamento ou cancelamento, devido à Covid-19.


Nesta região, encontra  toda a beleza de uma paisagem natural, conjugada com um interessante património, como a Azenha, o enorme Penedo do Guincho com 30 metros de altura por 100 de circunferência, a Capela De Santa Helena e o cruzeiro adjacente, a moderna Igreja De Santa Cruz De Cristo, os Miradouros Do Alto Da Vela, da Formosa e de Santa Helena, ou o Parque Municipal , para inolvidáveis momentos de lazer, em família ou entre amigos.


A gastronomia é inspirada na proximidade do mar. Dela fazem parte os típicos pratos de peixe, como a caldeirada, os mariscos, o polvo e os peixes gelados. A sapateira é rainha durante um mês, de Setembro a Outubro, através do Festival da Sapateira. Uma colaboração dos diversos restaurantes da região. De peixe ou de carne, as refeições são sempre regadas com belíssimos vinhos regionais. Mas afinal, onde comer  em Santa Cruz? Ficam apenas algumas sugestões:


- Viveiros do Atlântico ( Marisco e comida do Mediterrâneo)
- Taberna 6ponto9 ( comida Portuguesa e internacional)
- Noah Surf House ( Bar, Marisco)
- Cervejaria Restaurante Boca Santa ( Marisco e comida Europeia)

E esplanadas , aprecia? Se sim, ficam também algumas sugestões:
- Bar da Praia de Santa Cruz
- Esplanada Poeta António de Quental, na Silveira

E a Cervejaria Restaurante Boca Santa, muito apreciada pelos viajantes .

Para quem gosta de pão é recomendável o Moinho dos Caixeiros. É aí que encontra o melhor pão com chouriço da região. Pão sempre quente a sair do forno a lenha... Uma verdadeira tentação!

E onde dormir em Santa Cruz? Há imensas opções... destaco algumas:
- Hotel Santa Cruz 
- Hotel apartamento Praia Azul
- Hotel Golf Mar


E para opções mais sofisticadas ...
- Vila Louro, em Silveira  (com providência de bicicletas)
- LiveLoveSea – Hotel da praia de Santa Cruz ... a apenas 150 metros da Praia da Física.

Foi também nesta aldeia de pescadores que renomados escritores se renderam aos encantos da praia. Foi ali que encontraram inspiração para compor deliciosos textos poéticos que se traduzem em autênticos tesouros da Literatura. Kazuo dan, escritor japonês  do pós-guerra, elegeu Santa Cruz como destino ideal de férias. Ter-se-à rendido à beleza da aldeia, às pessoas e ao sol poente. O notável poeta, escritor e jornalista João de Barros também passou diversos Verões em Santa Cruz. Considerou tratar-se de "um dos mais fascinantes lugares de regresso e sonho que existe no mundo". Também  Antero de Quental se apaixonou por Santa Cruz. O filósofo e poeta português tomava ali banhos de mar e gostava de passear pelas dunas. Foi ali que compôs alguns dos seus sonetos filosóficos, entre os quais  "Justitia mater" , no qual cita este mar que tanto o inspirou.


Este ano, faça férias em Portugal! Santa Cruz espera por si...
 

Recomendamos