Avó, avô: fala-me de ti! O presente que todos os avós deviam receber
Anabela Gonçalves
Partilhar

Avó, avô: fala-me de ti! O presente que todos os avós deviam receber

Oferecer memórias no Natal para aproximar netos e avós, a família toda, e até mesmo à distância. E até para ?adotar? avós nestes tempos de distanciamento e maior solidão. Eu ?adotei?a Belmira e ela vai amar este presente.

A “avó” Belmira não sabe, mas vai recebê-lo. Conheci-a há 7 anos às 3 horas da manhã num dia de semana qualquer. Eu estava a passear as minhas cadelas e ela a passear o Giló. Ficámos amigas para sempre. Ela ainda tem cães, eu também, ela conta com 88 e meio e eu… bem, isso não interessa nada para a história. Ora eu já não tenho avós. Como tal, a Avó Belmira que não é minha avó e vive sozinha passou a ser a avó “emprestada” e eu a “neta adotada”. 

A Belmira adora fotografias e tem uma memória de elefante. Não sabe ler nem escrever e não tem quem o faça por ela. Adora conversar e as histórias jorram como água de nascente. A pensar nisto descobri o presente ideal para poder oferecer à Belmira e terei de ser eu, a “neta” a fazê-lo por ela.

O projeto apresenta duas versões: “Avó, fala-me de ti” e “Avô, fala-me de ti” são dois livros de recordações, das histórias de cada avó ou avô e que vão contar a história da sua própria família. Um presente de Natal ou de aniversário único e incomparável, para mostrar que a vida dos avós importam. Para reler tantas vezes quantas quiser e que ficará para sempre. Começa (quase) vazio e será um livro em construção que até pode exigir a participação de outros elementos da família. 

A avó ou o avô podem preenchê-lo sozinhos ou com a ajuda dos netos (podem ser emprestados como eu), até mesmo dos filhos. Pode (e deve, lá está) ser motivo para juntar a família à volta da árvore de Natal ou num longo domingo de Inverno ou até através de uma vídeo-chamada. Por exemplo eu vou ligar mais vezes à Belmira e vou escrevendo a história dela no livro. Quando lhe levar a obra (que nunca termina) ela vai ter de juntar as fotografias e outras recordações às histórias que me contou. Há que ser criativo e promover a segurança de todos nestes novos tempos! Seja de que forma for, daqui nascerá uma crónica de um valor incalculável para cada avó ou avô e para toda a família e onde todos podem participar.

É um livro que não é bem um livro. É também um álbum e ainda se vai transformar num baú de emoções à flor da pele pelas palavras escritas e pelas fotografias, cartas ou outras recordações que pode juntar. Tem perguntas cuidadosamente selecionadas que servem de fio condutor para construir a história. Tem um formato 25x30 cm, capa dura e uma encadernação robusta. Só por isso, acredito que a leitura no futuro está assegurada. O livro vem acompanhado de imagens e fotografias de época que também ajudam a evocar memórias.

“Avó, fala-me de ti” e “Avô, fala-me de ti” despertaram-me para o lado maravilhoso daquela que só existe em Português, a chamada “saudade” dos tempos idos do avô e da avó, que merecem ser registados para se manterem eternamente vivos na memória  e nos corações de todos lá em casa. É sem dúvida um presente de netos para avós que pode daqui a uns anos passar de mão em mão pelas futuras gerações da família para que as histórias não se percam.

A Belmira vai amar o presente e, num ano tão difícil para os avós deste Mundo, tenho a certeza de que se será a forma mas bonita de nos unirmos e de nos abraçarmos entre sorrisos e as suas lembranças, mesmo que não o possamos fazer fisicamente… ainda.

Pode saber mais sobre este projecto e adquirir o seu livro em www.familiam.pt e no instagram/facebook @familiam.pt.

Os avós vão adorar receber este presente no Natal e aí em casa. 
 

Clique para ver as 3 Fotos