Andy Gill, dos Gang of Four, pode ter morrido de Covid-19

O músico morreu em fevereiro na sequência de uma doença respiratória.
21 mai 2020
Redação
Música
Facebook Oficial Gang of Four

 

O veterano Andy Gill, dos Gang of Four, pode ter morrido devido ao novo coronavírus. Quem o diz é a esposa do músico, a escritora e ativista Catherine Mayer. No seu site oficial, Mayer revelou que o músico tinha os sintomas da Covid-19, incluindo apatia, falta de apetite e níveis baixos de oxigénio.

Andy Gill morreu no passado dia 1 de fevereiro, alguns meses depois de ter voltado da Ásia, onde esteve em digressão com os Gang of Four.

O músico foi internado em janeiro depois de ter desenvolvido uma doença respiratória. A causa da morte foi atribuída a uma pneumonia e à falência de órgãos.

"O Andy achava improvável ter estado em contacto com o coronavírus", explicou Mayer, uma vez que não esteve em Wuhan, na China, onde foi reportado o primeiro foco da doença.

Ainda de acordo com a escritora, o médico que acompanhou o caso terá agora reforçado a hipótese de Gill estar infetado.

Os Gang of Four estiveram em Portugal no verão passado. Atuaram no EDP Vilar de Mouros em agosto.