Redação
23 fevereiro 2021, 15:54
Partilhar

John Mayer emocionou-se ao ver o documentário sobre Britney Spears

O músico teve de segurar as lágrimas quando viu "Framing Britney Spears". O polémico documentário sobre a cantora norte-americana foi exibido ontem em Portugal.


"Framing Britney Spears", o controverso documentário sobre a cantora norte-americana, continua a provocar reações entre o público, fãs e artistas. A mais recente é do músico John Mayer que, numa entrevista a Andy Cohen, da SiriusXM, confessou ter ficado verdadeiramente comovido e triste com o que viu.

O documentário, que resulta de uma investigação do New York Times, foca as luzes e as sombras da trajetória de Britney Spears, incluindo a etapa de maior popularidade nos anos 90 e 2000, e aborda a série de acontecimentos que levaram a que em 2008 a cantora perdesse o controlo da sua vida e passasse a ser tutelada pelo pai (Jamie Spears). Aos 39 anos, Britney Spears "não pode dispor livremente do seu dinheiro ou assinar nenhum documento sem autorização prévia, o que a levou a uma árdua batalha judicial contra o pai". O trabalho do New York Times "explora a base legal da tutela, assim como os requisitos que devem cumprir tanto Spears como os tutores designados pelo tribunal". Nos períodos de maior popularidade, Britney Spears era "perseguida por paparazzi 24 horas por dia" e era "alvo de comentários ofensivos e machistas em programas de televisão, algo que atualmente - depois do movimento #metoo - seria inconcebível".

"Ver a infelicidade daquele ser humano. Estive perto de chorar umas cinco vezes porque todos os que conhecem a indústria/negócio/estilo de vida sabem o que a fama pode fazer a uma pessoa", disse o músico.

"Eu não sofri muito... mas tenho a forte sensação que isso só aconteceu porque sou homem", continuou. "Creio que o que acontece às artistas femininas é endémico ao sexo feminino", acrescentou Mayer. "Por isso, vi o documentário a sentir muito respeito por alguém que sofreu muito mais que eu com a experiência desumana da fama. E pergunto-me: 'como é que consegui passar por isto? Como é que consegui encontrar o meu caminho naquele percurso de obstáculos?", acrescentou o músico. "Se és um homem, és um rebelde. Se és uma mulher, és um pouco maluca", completou.

"Framing Britney Spears" foi exibido ontem, dia 22 de fevereiro, no canal Odisseia.