Redação
22 abril 2021, 12:53
Partilhar

Um (quase) casamento onde os noivos foram os penetras

DR
Noivos queriam casar na sua mansão de sonho mesmo sem autorização do dono.

O casal norte-americano Courtney Wilson e Shenita Jones queriam ter um casamento de sonho. O convite para os amigos e familiares tinha a indicação de que a cerimónia seria na "casa e propriedade dos sonhos" do casal com cerimónia no sábado e brunch no domingo. Um convite e um sonho legítimo caso não existisse um problema: o casal não era o dono da mansão de 1500 metros quadrados e... não tinha permissão para utilizar o espaço.

A mansão situada nos subúrbios de Fort Lauderdale, Flórida, está equipada com campo de ténis, piscina com uma cascata, banheira de hidromassagem, pista de bowling, bar e está à venda por perta de 5 milhões de euros.

De acordo com a imprensa local citada pela Associated Press, o noivo considerava que era vontade de Deus que casassem naquela propriedade.

A situação descambou quando o verdadeiro dono da casa percebeu que estavam pessoas a tentar entrar no espaço no sábado de manhã para montarem a festa. Nathan Finkel ligou para as autoridades e apareceram dois polícias que afastaram os noivos do local. Não foi apresentada qualquer queixa.

O advogado do dono da casa explicou mais tarde que, como a propriedade estava à venda, há uns meses o casal de noivos tinha feito uma visita com o pretexto de serem potenciais compradores. Na altura, o noivo tinha pedido se poderiam ali fazer o casamento mas não tiveram resposta positiva. 

A recusa do dono da casa não foi impedimento suficiente para os noivos avançarem com os convites de casamento. "achavam que a estava estava vazia e não perceberam que Nathan [o dono da mansão] vivia na propriedade mas numa casa diferente", explicou o advogado.

A surpresa para os noivos foi grande quando perceberam que os planos tinham ido por água abaixo assim que viram o dono da propriedade a chegar junto ao portão.