Agência Lusa
22 abril 2021, 16:15
Partilhar

Tenista espanhola vence linfoma e vai regressar à competição

ASSOCIATED PRESS (AP)
Carla Suárez, de 32 anos, concluiu os os tratamentos de quimioterapia e radioterapia.

A tenista espanhola Carla Suárez anunciou esta quinta-feira que está recuperada do linfoma de Hodgkin, doença que lhe foi detetada em setembro passado, e prevê regressar ao circuito profissional no torneio de Roland Garros.

Em comunicado, Carla Suárez garante ter concluído os tratamentos de quimioterapia e radioterapia, realizados em Barcelona, indicando que vai ter se submeter a exames de controlo dentro de três meses.

“É outro passo adiante, neste longo caminho. Hoje, finalmente, termino o tratamento e posso dizer que superei o linfoma. Foram tempos diferentes, durante os quais tive de enfrentar uma realidade que não conhecia na primeira pessoa. A disciplina, a vontade e a obediência aos conselhos médicos foram a base para superar esta doença”, refere a tenista, em comunicado.

Carla Suárez, de 32 anos, agradece a todos os profissionais de saúde que a ajudaram e a todas as pessoas que lhe enviaram “palavras de ânimo, energia e carinho”, que, escreve, a fizeram sempre sentir-se acompanhada.

A tenista, que desde março está a seguir um plano de treino progressivo, tenciona, se a sua condição física nas próximas semanas permitir, disputar o torneio de Roland Garros, ao qual garantiu acesso direto, que começa em 30 de maio.

Em 01 de setembro do ano passado, Carla Suárez, que ocupava o 71.º lugar do ranking WTA, revelou padecer de um cancro que lhe afeta o sistema linfático, que a ia obrigar a submeter-se a tratamentos de quimioterapia nos próximos seis meses.