A m80 em Direto

07h às 11h
Redação
23 setembro 2021, 15:50
Partilhar

Costa confirma alívio das restrições a partir de 1 de outubro

Partilhar
LUSA
Redação
23 setembro 2021, 15:50
Este levantamento de restrições acontece num momento em que Portugal se aproxima dos 85% da população vacinada.

O primeiro-ministro confirmou esta tarde o novo alívio nas restrições por causa da covid-19, com efeitos a partir de 1 de outubro, numa altura em que Portugal se aproxima dos 85% da população vacinada.

"Estamos em condições de avançar para a terceira fase", disse António Costa após o Conselho de Ministros.

Assim sendo, estas são as medidas que avançam a partir de 1 de outubro:

- Bares e discotecas reabrem atividade habitual mediante apresentação de Certificado Digital COVID da UE ou teste negativo.

- Restaurantes, cafés e pastelarias sem limite máximo de pessoas por grupo, quer no interior quer em esplanadas;

- Estabelecimentos e equipamentos sem limites de lotação;

- Espetáculos culturais sem limites de lotação;

- Eventos (nomeadamente casamentos e batizados) deixam de ter limites de lotação;

- Deixa de ser obrigatório o Certificado Digital para entrar nos restaurantes, estabelecimentos turísticos e alojamentos locais;

- Certificado Digital é obrigatório para viagens aéreas, marírimas, visitas a lares e hospitais;

- Visitas hospitalares são retomadas mediante apresentação do Certificado Digital;

- Mantém-se exigência de Certificado Digital para grandes eventos culturais, desportivos ou corporativos; 

- Uso de máscara mantém-se obrigatório nos transportes públicos, nos lares, nos hospitais, nas salas de espetáculos e eventos sempre que não haja distância de dois metros entre pessoas, e nos centros comerciais;

- No comércio local e nos bares e discotecas não é obrigatório o uso de máscara;

- Eliminação da recomendação de teletrabalho;

- Eliminação da testagem em locais de trabalho com mais de 150 trabalhadores;

- Fim da limitação à venda e consumo de álcool;

- Fim da necessidade de certificado ou teste nas aulas de grupo em ginásios;

Pode acompanhar a conferência de imprensa aqui:


O primeiro-ministro alerta que a pandemia não terminou e o risco permanece. 

"Temos o dever individual de continuar a prevenir e a combater esta pandemia", sublinhou o chefe do Governo.

O Conselho de Ministros aprovou ainda a resolução que declara a situação de alerta em todo o território nacional continental entre 1 e 31 de outubro de 2021.

 

Partilhar