A m80 em Direto

07h às 11h
Redação
26 outubro 2021, 15:01
Partilhar

Brexit: Elton John arrasa governo britânico

Partilhar
Chris Pizzello (Invision/Associated Press) - arquivo de 2021
Redação
26 outubro 2021, 15:01
Cantor crítica o desdém às artes no acordo de saída da União Europeia.

Elton John tem sido mais uma voz da música a insurgir-se contra a discriminação à indústria musical ao vivo e às artes no acordo de Brexit assinado pelo seu país, o Reino Unido. "Só se ralam com o raio das pescas”, desabafou Elton John, em declarações ao New Musical Express. "Não me interpretem mal, a pesca é muito importante, arrecada um 1,4 milhões de libras por ano mas a indústria de entretenimento chega aos 111 milhões de libras". 

Visando o governo comandado pelo conservador Boris Johnson, Elton John entende que as medidas previstas no acordo de saída do Reino Unido da União Europeia desprotegem sobretudo os jovens artistas, e não tanto os galácticos como os Rolling Stones, Ed Sheeran ou ele próprio. "Nada nos faz crescer mais que a experiência de viajar e tocar noutros sítios".

 

O cantor de 'Nikita' teme os efeitos das restrições e contrariedades nas digressões internacionais, com um impacto negativo nos músicos britânicos mais novos. "Como artista, ganhas noção das tuas capacidades quando tocas ao vivo. Comecei a ir muito para a Europa, o que te torna receoso, mas se abraçares a cultura, a cultura abraça-te".

Quando o Brexit triunfou no referendo sobre a permanência do Reino Unido na União Europeia, Elton John foi um crítico severo da saída do seu país do mercado comunitário europeu. "Estou fartíssimo até à morte do Brexit. Sou europeu. Não sou um estúpido e idiota colonialista e imperialista inglês", disse em 2019, citado pelo Guardian.


 

Partilhar