Agência Lusa
23 janeiro 2022, 07:34
Partilhar

União Europeia coordena ajuda de emergência a Tonga e está disposta a reforçá-la

Partilhar
Agência Lusa
23 janeiro 2022, 07:34
Várias ilhas foram afetadas por uma erupção vulcânica e um tsunami.

A União Europeia anunciou este sábado que está a canalizar ajuda humanitária para Tonga, a pedido das autoridades do arquipélago do Pacífico, e disposta a dar "mais assistência" para fazer face ao desastre causado por erupção vulcânica e tsunami.

Um primeiro navio partiu hoje da Polinésia francesa para dar assistência às ilhas afetadas pela chuva de cinza e o tsunami resultantes da devastadora erupção do vulcão marinho HungaTonga Hunga Ha'apai, informou a Comissão Europeia em comunicado.

Através do seu Mecanismo de Proteção Civil, a União Europeia (UE) está a coordenar com a França a entrega de 30 toneladas de ajuda, incluindo duas unidades de purificação de água, 4.000 litros de água potável, ´kits´ de higiene, tendas de campanha familiares, ferramentas, cordas, e alimentos não perecíveis.

A Comissão Europeia coordena a entrega e financia 75% dos custos de transporte.

Esta ajuda material junta-se aos 200.000 euros de financiamento inicial de ajuda humanitária de emergência da UE para a Cruz Vermelha de Tonga, para ajudar as comunidades mais afetadas, que abrangem 84% da população.

"A UE solidariza-se plenamente com o povo de Tonga neste momento difícil, enquanto se leva a cabo a avaliação do impacto do desastre", declarou o comissário europeu de Gestão de Crises, Janez Lenarcic.

O serviço satélite de emergência Copernicus da UE produziu imagens do espaço para avaliar o alcance da destruição em todo o arquipélago de Tonga.

A violenta erupção, há uma semana, do HungaTonga Hunga Ha'apai, que provocou um tsunami com ondas de 15 metros, e devastou algumas ilhas, é a maior desde que existem registos, segundo o instituo geológico neozelandês GNS Science.

Partilhar