Redação
29 abril 2022, 11:20
Partilhar

Queima das Fitas do Porto: 100ª edição com muita música e "ambição renovada"

Partilhar
Federação Académica do Porto
Redação
29 abril 2022, 11:20
Profjam, Capitão Fausto, Diogo Piçarra, Wet Bed Gang, Nenny, Julinho KSD, Dillaz, Kevinho, Quim Barreiros, Revenge of the 90's, entre outros, no cartaz.

A Queima das Fitas do Porto está de volta ao Queimódromo portuense depois da interrupção de dois anos forçada pela pandemia. O evento regressa este ano com uma edição histórica. É a 100ª edição da festa estudantil cuja origem remonta a 1920 - embora na altura debaixo do nome "Festa da Pasta". "É um regresso há muito esperado. Ansiamos muito por isto. Estamos a depositar toda a energia nesta edição, depois de dois anos de interrupção. A Queima, ou a Festa da Pasta, remonta a 1920 por isso estamos a organizar uma edição muito especial. É a 100ª edição", disse-nos Ana Gabriela Cabilhas, Presidente da Federação Académica do Porto.


A edição de 2022, que decorre entre 30 de abril e 7 de maio, chega com "uma ambição renovada", uma missão ecológica e, como é costume, com um cartaz a transbordar de artistas. São eles: Profjam, Lon3r Johny, Julinho KSD, Plutónio, Diogo Piçarra, Capitão Fausto, Ana Malhoa, Saúl, Wet Bed Gang, Dillaz, Vini Vici, Karetus, Kevinho, Nenny e Revenge of The 90's.

Há um cartaz cheio de música mas, sendo a Queima do Porto, há também uma série de atividades e cerimónias académicas que vão acontecer ao longo da semana, como a Monumental Serenata, o Sarau Cultural, o Baile de Gala, Missa da Bênção das Pastas e o Cortejo. Tradicional (e voltando à música) é também a atuação de Quim Barreiros, que soma um total de 32 atuações na história do evento e que este ano volta a subir ao palco principal. 

A programação, que inclui ainda atividades como o concerto Promenade, o Encontro de Coros da Academia do Porto, o Festival Ibérico de Tunas Académicas, o Rally Paper ou o Chá Dançante, pode ser consultada na íntegra em queimadasfitasdoporto.pt.


"Este ano, o Queimódromo (que foi renovado) abre mais cedo. Vamos abrir as portas às oito da noite. Os que forem a essa hora para o recinto poderão usufruir do novo espaço de alimentação e da programação do palco secundário", continuou Ana Cabilhas, sublinhando as novidades. A festa estende-se ao palco secundário com TOY, Favela Lacroix, Aragão, Luana do Bem, Perpétua, Jel, Carolina Torres, Carlos Vidal, Mizzy Miles, Ana Valeixo, TT e DJ Fifty, entre muitos outros. São estes os nomes que diariamente vão abrir as festividades no Queimódromo, a partir das 21h00.

O palco secundário volta a funcionar a partir das 02h30, com uma diversidade de conceitos a cada noite: "Rebel Kidz Crew", "It's a Trap", "Puro Reggaeton", "Bashment", "Paredão Baile Funk", "Turbo Baile", "Swag On" e "We are the Millenium Kids" - com diversão e experiências culturais desde a música, à dança, passando pelo humor.

A Queima das Fitas do Porto, que foi o primeiro evento académico a ter selo verde, está a ser pensada e organizada para ser "sustentável, responsável, segura e memorável", sendo que, para manter este foco, foram criadas duas comissões extra à comissão executiva: uma ambiental e outra de prevenção de comportamentos de risco

A Presidente da FAP conta, por exemplo, que serão usados "copos ecológicos e reutilizáveis" e os copos de shot serão de cartão. Além disso, há um cuidado ambiental na desmaterialização dos bilhetes, no aproveitamento da água da chuva para utilizar no saneamento das casas de banho 
(que serão modulares e estarão ligadas à rede de saneamento) ou na articulação com a STCP (Sociedade de Transportes Colectivos do Porto), CP e Rede Expressos que dão uma preciosa ajuda na questão da mobilidade.

MCR · FAP

 



Os bilhetes diários, com um custo de 10 euros em pré-venda (até 29 de abril), 11 euros durante o evento (entre 30 de abril e 7 de maio) e 13 euros, (se comprados no próprio dia), estão disponíveis online, em bol.pt e em queimadasfitasdoporto.pt. Os bilhetes comprados na bilheteira do Queimódromo, a funcionar entre os dias 26 e 29 de abril, das 10h00 às 20h00 e entre os dias 30 de abril e 7 de maio das 13h00 às 4h00, estão sujeitos a uma taxa de serviço e impressão que aumenta o valor do bilhete em 1 euro. É recomendado que a compra de bilhetes e o levantamento das pulseiras seja feita com a maior antecedência possível para evitar as filas no acesso ao recinto. 
 

 

Partilhar