Ouça a M80, faça o download da App.
Agência Lusa
24 junho 2022, 09:40
Partilhar

Oito condenados pelo roubo de obra do Bataclan

Partilhar
DR
Agência Lusa
24 junho 2022, 09:40
Três homens admitiram ter arrombado a porta do tetaro para roubo de obra de Banksy.

Oito homens foram condenados na quinta-feira, em Paris, pelo envolvimento no roubo da obra atribuída a Banksey, pintada numa porta do teatro parisiense Bataclan em homenagem às vítimas dos atentados terroristas de novembro de 2015.

Os juízes impuseram sentenças de prisão efetiva a três homens que admitiram ter arrombado a porta na noite de 25 para 26 de janeiro de 2019.

Um destes foi condenado a quatro anos de prisão, dos quais dois anos efetivos, e os outros dois a três anos, com 18 meses efetivos.

Já um homem de 41 anos, milionário após ter ganho uma lotaria e fã de arte de rua, foi condenado, por receber a obra, a três anos de prisão, dos quais 20 meses terá de cumprir com pulseira eletrónica.

Alguns dos réus confessaram que a operação foi motivada pela ganância, devido à cotação elevada de Banksy no mercado de arte, sem pensar no "símbolo".

Um outro alegou ter sido "ameaçado" e coagido a participar no roubo.

Naquela porta de metal, o artista de rua Banksy tinha pintado durante 2018 com estênceis e tinta branca "a jovem triste rapariga" em homenagem às 90 pessoas mortas no atentado terrorista no local, a 13 de novembro de 2015.

Naquele dia, os 'jihadistas' atacaram vários locais na região de Paris, causando a morte a um total de 130 pessoas.

O julgamento por estes ataques ainda está em andamento, sendo que é esperada uma sentença em 29 de junho.

A obra foi encontrada em Itália um ano e meio depois de ter sido roubada, em junho de 2020, numa quinta em Abruzzo, durante uma operação conjunta das polícias francesa e italiana.

Entregue à França pelas autoridades italianas, a porta foi colocada sob forte vigilância nas instalações da polícia judiciária parisiense.

Partilhar