Ouça a M80, faça o download da App.
Redação
08 agosto 2022, 12:43
Partilhar

Morreu Judith Durham, cantora dos Seekers

Partilhar
Julian Smith (Associated Press)
Redação
08 agosto 2022, 12:43
Artista tinha 79 anos. Não resistiu a um cancro do pulmão.

Antes dos Bee Gees e muito antes dos AC/DC, o primeiro grande nome da música australiana que se tornou um fenómeno global foram os Seekers, nos anos 60.

Neste fim-de-semana, o mundo ficou a saber da morte da histórica vocalista do grupo, Judith Durham, com 79 anos. A cantora faleceu numa unidade de cuidados paliativos,o  Alfred Hospital, em Melbourne, onde tinha sido internada um dia antes, numa luta final contra um cancro no pulmão.

Foi precisamente em Melbourne, no anfiteatro ao ar livre Sidney Myer Music Bowl, em 1967, que os Seekers tinham batido um recorde do Guiness, ao terem atraído a maior audiência de sempre num concerto no hemisfério sul do planeta, perante 220 mil pessoas, num recinto que tinha como capacidade máxima a lotação de 30 mil. Esse espetáculo acontece no ano de regresso dos Seekers à Austrália, depois do sucesso à escala mundial nos anos imediatamente anteriores.

Foi precisamente em 1967 que os Seekers se tornaram na primeira entidade coletiva a receber a distinção de Australiano do Ano. 'The Carnival Is Over', uma versão inspirada na folk russa, tornou-se o tema ao vivo mais emblemático dos Seekers, e que mereceu uma versão de Nick Cave & The Bad Seeds, no álbum de covers de 1986, "Kicking Agains the Pricks".

 

 

A partir de 1968, Judith Durham assumiu uma carreira a solo, recheada com 11 álbuns de estúdio, o último dos quais "It's Christmas Time", de 2013.

Sob o seu estatuto lendário, os Seekers foram fazendo vários regressos esporádicos, incluindo em grandes eventos, como na Cerimónia de Encerramento dos Jogos Paralímpicos de Sidney, em 2000, onde Judith Durham teve que cantar de cadeira de rodas, a recuperar então de um acidente em que tinha partido a anca.


 

Partilhar