Ouça a M80, faça o download da App.
Redação
25 janeiro 2023, 19:00
Partilhar

Festival Às Vezes o Amor está quase a chegar a 14 salas portuguesas

Partilhar
Lena D'Água, Jorge Palma, Paulo Gonzo, Aurea, Fernando Daniel: DR Pedro Abrunhosa: Augusto Brázio (cortesia Montepio Às Vezes o Amor)
Redação
25 janeiro 2023, 19:00
É a 9ª edição do evento e acontece de 11 a 14 de fevereiro.

A 9ª edição do "Montepio Às Vezes o Amor", que acontece de 11 a 14 de fevereiro, vai estar repartida por 14 salas em vários pontos do país. O cartaz, que conta apenas com artistas portugueses, é rico em diversidade e serve vários públicos. É composto por mais de uma dezena de artistas e agrega desde os nomes mais consagrados aos talentos mais recentes.

Jorge Palma, Pedro Abrunhosa, Paulo Gonzo, Luísa Sobral, João Pedro Pais, Lena D'Água, Mafalda Veiga, GNR, Aurea, Cristina Branco & João Paulo Esteves da Silva, Fernando Daniel, NEEV e Syro são os convocados para a edição de 2023. O festival mais romântico do país vai repartir-se pelas cidades de Braga, Lagoa, Lisboa, Torres Novas, Viana do Castelo, Santa Maria da Feira, Castelo Branco, Peso da Régua, Vila do Conde, Caldas da Rainha, Porto, Santarém, Aveiro e Leiria.

Ontem, 24 de janeiro, a 9ª edição foi apresentada à imprensa. No evento de apresentação, que teve lugar no espaço lisboeta Atmosferas M, soubemos das últimas novidades acerca do festival e ainda conversámos com alguns dos artistas que compõem o cartaz.

É o caso de Paulo Gonzo. O músico, que atua a 14 de fevereiro no Teatro José Lúcio da Silva, em Leiria, disse-nos que será um concerto especial, de proximidade e de afetos. "As pessoas vão poder desfrutar da companhia umas das outras. Tudo isto só faz sentido com a presença das pessoas. Sou uma pessoa de afetos. Acho que a proximidade neste tipo de espetáculos é uma vitória sobre a pandemia, sobre os dois anos de confinamento. Vou dar tudo o que tenho". E, atenção, como referiu Paulo Gonzo não é quase tudo, é mesmo tudo.

 

Mafalda Veiga, reincidente no festival mais romântico do país, atua a 11 de fevereiro no Cine-Teatro Avenida, em Castelo Branco. A cantora e compositora disse-nos que, todos os anos, tem o cuidado de preparar um espetáculo especial e único. O palco será por isso uma caixinha de surpresas. Mafalda Veiga promete surpreender o público mas mantém sigilo absoluto sobre o espetáculo. Sabemos, porém, que o alinhamento será composto por originais seus e por versões de canções icónicas e que habitam a memória coletiva do mundo. "Tenho adorado participar. Tenho conseguido fazer sempre espetáculos muito especiais e únicos. Há canções que faço questão de guardar só para este dia. Preparo-as para esta data com imenso cuidado e com muito amor. É um festival incrível, de grande apoio à música portuguesa. É muito bom estar no cartaz, rodeada de colegas e amigos e de estarmos todos distribuídos por várias cidades do país".


O concerto de João Pedro Pais, outro artista reincidente no festival, é a 11 de fevereiro no Europarque, em Santa Maria da Feira. O dono de 'Um Resto de Tudo' contou-nos que é um gosto ser "convocado" para o evento. "As pessoas querem cantar as canções", disse-nos o músico que recentemente editou o disco "Amor Urbano". O alinhamento será pincelado com novidades, como 'Uma Questão de Fé' ou 'O Meu Amor', mas não faltarão as cantigas mais antigas, aquelas que toda a gente sabe de cor. "Vamos diretos ao assunto, vamos cantar 13 ou 14 singles. Não vamos inventar muito. É como o Bryan Adams uma vez me disse: 'tem tudo a ver com canções'".   

 

Lena D'Água sobe ao palco do Teatro Tivoli, em Lisboa, no dia 14 de fevereiro. "É muito bom ir atuar a um teatro que adoro e que conheço há muitos anos. Adoro aquela sala. A primeira vez que estive no Tivoli foi para ver um filme para maiores de 12 anos, sendo que nessa altura tinha 10. Fui ver o filme com os meus pais. (risos) Também foi nesse teatro que vi o 'Bambi' com a minha filha. Ela desatou a chorar no fim do filme", confidenciou-nos a cantora. "O Tivoli é um espaço mágico. E depois tenho uma banda incrível com a qual faço concertos incríveis", acrescentou Lena D'Água sobre a noite especial teatro lisboeta.


O músico Bernardo Neves, conhecido por NEEV, disse-nos que tem um rol extenso de novidades para partilhar com os fãs. O músico, que atua a 11 de fevereiro no Auditório Municipal do Peso da Régua, promete um concerto que não só inclui algumas dessas canções mais frescas, como terá uma roupagem e energias diferentes. Mas sempre com muito amor. "Gosto muito do conceito de ser um festival temático", contou. "E as canções podem ser a história de amor de muitas pessoas. São concertos especiais, com uma energia especial", sublinhou o músico.


Luís Pardelha, diretor do Montepio Às Vezes o Amor, contou-nos que está orgulhoso da diversidade do cartaz e pela forma como o elenco de artistas representa a música portuguesa - o que acontece desde a estreia do festival em 2015. O responsável pelo evento destacou, por exemplo, o desafio que a organização propôs a Jorge Palma e que foi prontamente aceite pelo músico: o desafio de criar um espetáculo inédito para a ocasião. 

O músico e compositor leva por isso a palco o espetáculo "As Canções de Amor de Jorge Palma" e estará acompanhado por uma orquestra, dirigida pelo Maestro Cesário Costa, e por três convidadas: Marisa Liz, Márcia e A Garota Não. Juntos - e para celebrar o festival mais romântico do país - vão percorrer um repertório de canções de amor que foram cuidadosamente escolhidas para a ocasião. A 11 de fevereiro, Jorge Palma atua no Campo Pequeno, em Lisboa, e no dia 14 de fevereiro, Dia dos Namorados, o músico toca no Coliseu do Porto. Na breve conversa que tivemos, Luís Pardelha destacou ainda as estreias Syro e NEEV nos palcos do festival e a presença dos "artistas da casa", que estão mais acostumados a contribuir artisticamente para o evento

Veja a agenda com todos os concertos:

11/02 Aurea - Altice Forum Braga
11/02 Syro - Auditório Carlos do Carmo, Lagoa
11/02 As Canções de Amor de Jorge Palma - Campo Pequeno, Lisboa
11/02 Fernando Daniel - Teatro Virgínia, Torres Novas
11/02 GNR - Centro Cultural de Viana do Castelo
11/02 João Pedro Pais - Europarque, Santa Maria da Feira
11/02 Mafalda Veiga - Cine-Teatro Avenida, Castelo Branco
11/02 NEEV - Auditório Municipal do Peso da Régua
11/02 Pedro Abrunhosa - Teatro Municipal de Vila do Conde - Sessão Dupla
12/02 Luísa Sobral - Centro Cultural e Congressos, Caldas da Rainha
14/02 As Canções de Amor de Jorge Palma - Coliseu Porto AGEAS
14/02 Cristina Branco & João Paulo Esteves da Silva - Teatro Sá da Bandeira, Santarém
14/02 Lena D'Água - Teatro Tivoli BBVA, Lisboa
14/02 GNR - Teatro Aveirense, Aveiro
14/02 Paulo Gonzo - Teatro José Lúcio da Silva, Leiria
 

"O festival 'Montepio Às Vezes o Amor' é um evento cultural sonhado e concretizado pelas agências Produtores Associados e Locomotiva Azul e abraçado desde 2015 pelo Montepio Associação Mutualista como naming sponsor. Em 2021, o festival foi distinguido com o Prémio Marketeer de Evento do Ano".

      

 

Partilhar