Redação
17 março 2020, 15:29
Partilhar

Morreu o músico e compositor Pedro Barroso

Facebook Pedro Barroso
O músico, compositor e escritor faleceu no hospital devido a doença prolongada. Tinha 69 anos.


A notícia foi avançada esta tarde pelo filho Nuno Barroso, também músico. "Lamento informar o falecimento do meu pai António Pedro da Silva Chora Barroso", escreveu na conta do Facebook. Segundo avança a Agência Lusa, o músico faleceu durante esta madrugada.

No passado dia 8 de março, Pedro Barroso foi internado no Hospital da Luz, em Lisboa. De acordo com o que Nuno Barroso adiantou na altura, também nas redes sociais, o cantor e escritor estaria nos cuidados paliativos, já "na fase terminal da doença".

O autor de canções como 'Cantarei', 'Menina dos Olhos de Água', 'Viva Quem Canta' ou 'Música-Música' tinha 69 anos.

Pedro Barroso, natural do Ribatejo, foi uma das vozes da Revolução de Abril e conta com uma vasta discografia que editou entre meados dos anos setenta e 2017, o ano em que celebrou 50 anos de carreira com um concerto no Teatro Tivoli, em Lisboa. "Antes do Futuro" foi o último disco que lançou. Ainda segundo a Agência Lusa, que cita a editora Ovação deixou gravado um álbum, "Novembro", que será editado "em breve".

A Ministra da Cultura já lamentou a morte do cantor, compositor, letrista e poeta. Numa nota enviada às redações, Graça Fonseca sublinha a perda de "uma das vozes da canção de intervenção portuguesa e um dos trovadores do 25 de Abril". A nota refere-se ao músico como "membro de uma geração única da música portuguesa, que transformou a canção em protesto, manifesto, pensamento e transformação social". Graça Fonseca lembra também que "Pedro Barroso ensinou-nos que 'a resistência de um povo também se cria a cantar', uma mensagem tão importante quando a escreveu como nos dias que vivemos, em que é preciso cantar e continuar a resistir".