Redação / Agência Lusa
29 outubro 2020, 10:57
Partilhar

Quatro pessoas morrem em ataques à faca em Nice e Avignon

SEBASTIEN NOGIER / EPA
Três pessoas foram mortas na Catedral de Nice e, em Avignon, um homem tentou esfaquear polícias e foi abatido.

Quatro pessoas morreram em três ataques a França no espaço de quatro horas, o que levou o governo a elevar o estado de alerta terrorista.

A primeira situação aconteceu em Nice, onde três pessoas morreram após um ataque com faca, uma delas degolada. Um homem e uma mulher  foram mortos na igreja de Notre-Dame, onde ocorreu o ataque, e uma terceira vítima, gravemente ferida, morreu num bar perto da igreja, onde se tinha refugiado. 

O atacante foi detido.

O autarca de Nice, Christian Estrosi, admite que se tratou de um ataque terrorista.

 

 

O Presidente, Emannuel Macron, e o primeiro-ministro, Jean Castex, estão reunidos na unidade de crise, no palácio do Eliseu. Macron comprometeu-se a ir a Nice no final da manhã.

 

 

Nice esteve enlutada em 2016 depois de um ataque que deixou 86 mortos na famosa avenida Promenade des Anglais, em 14 de julho, em pleno feriado nacional.

O jornal Le Figaro noticia que, duas horas depois do ataque em Nice, um homem tentou atacar polícias em Avignon e acabou por ser abatido.

Também esta manhã, as forças de segurança sauditas detiveram um cidadão que atacou um guarda do consulado francês na cidade de Jiddah, na Arábia Saudita, com um objeto pontiagudo, deixando-o com ferimentos ligeiros, informou a agência oficial saudita SPA. A vida do guarda não corre perigo. O agressor foi detido.