A m80 em Direto

07h às 11h
Redação
23 setembro 2021, 15:29
Partilhar

"Nevermind" dos Nirvana reeditado em novembro

Partilhar
DR - capa do álbum Nevermind
Redação
23 setembro 2021, 15:29
Álbum seminal faz amanhã 30 anos. Obra foi um dos marcos eternos da cena de grunge de Seattle.

Amanhã, celebra-se o 30º aniversário da edição do segundo álbum dos Nirvana, o marcante e popular "Nevermind". A antecipar a efeméride, foi anunciada mais uma reedição do disco com selo da Geffen, agendada para 12 de novembro, na forma convecional, com três faixas adicionais 'Endless, Nameless' (que já era a faixa escondida), 'Even In His Youth' e 'Aneurysm'.

A reedição deluxe (em vários formatos, vinil e CD) tem um forte memorial de palco, com temas ao vivo de quatro atuações: "Live in Amsterdam, Netherlands" (gravado a 25 de novembro de 1991), "Live in Del Mar, California" (interpretado a 28 de dezembro de 1991), "Live in Melbourne, Australia for Triple J" (registado a 1 de fevereiro de 1992) e "Live in Tokyo" (de 19 de fevereiro de 1992). 

'Aneurysm' abre três destes quatro concertos, o revolucionário 'Smells Like Teen Spirit' e outros temas icónicos de "Nevermind" como 'Lithium', 'Come As You Are' e o acústico 'Polly' não falham nos alinhamentos.

O vídeo de "Live in Amsterdam, Netherlands" retrata os Nirvana em power trio, com a sua formação mais célebre - o guitarrista e vocalista Kurt Cobain à direita, o baixista gigante e descalço Krist Novoselic à esquerda e, lá atrás, o baterista Dave Grohl (desde 1994 o líder dos Foo Fighters) - na escalada célere para o sucesso planetário, tocando numa das mais históricas salas europeias: o Paradiso, sala de dimensão média (há outra bem mais pequena no último andar do edifício), com arena e um enorme varandim que contorna quase todo o espaço.

Ao longo do concerto, a banda norte-americana disputa a ribalta com os stagedivers, que vão invadindo o palco intermitentemente. O tema derradeiro da noite, o cocktail molotov punk 'Territorial Pissings', torna-se um imenso combate entre os fãs stagedivers e os seguranças, enquanto a banda continua leal ao cumprimento da sua missão musical. Em baixo, podem ver a interpretação de 'Breed' (um dos temas de "Nevermind"), que termina com Kurt Cobain fotogenicamente de gatas, a cantar e berrar os últimos versos já deitado, enquanto faz mais uns dedilhados à sua guitarra elétrica.

 

Partilhar